Arquivo da tag: mídias sociais

O Evangelho na Internet e Mídias Sociais

O Evangelho na Internet e Mídias Sociais

O Elder M. Russel Ballard, em um discurso para os estudantes da BUY Havai, em Dezembro de 2007, disse:

“Este é o mundo do futuro, com invenções inimagináveis – do tipo que surgirão em sua época, assim como surgiram na minha. Como você usará essas maravilhosas invenções? Para ser mais direto, como você as usará para promover o trabalho do Senhor?

Você tem uma grande oportunidade de ser uma poderosa força para o bem na Igreja e no mundo. É verdadeiro o antigo adágio de que “a caneta é mais poderosa que a espada”. Em muitos casos, é com palavras que você realizará as grandes coisas que se dispôs a fazer. E é principalmente a respeito das maneiras de compartilhar essas palavras que eu quero conversar com você.”

Faço de suas palavras o tema de meu discurso: Como estamos usando a internet e mídias sociais para expor nossas crenças, opiniões e sentimentos. Mais especificamente, sobre o evangelho.

O Elder Ballard continua, dizendo:

“Porém, algumas dessas ferramentas – como ocorre com qualquer ferramenta em mãos inexperientes ou indisciplinadas – podem ser perigosas. A Internet pode ser usada para proclamar o evangelho de Jesus Cristo e, com a mesma facilidade, pode ser usada para vender a sujeira e a imundície da pornografia. Aplicativos como o iTunes pode ser usado para baixar tanto uma música edificante e inspiradora quanto o pior tipo de letra agressiva e cheia de palavrões. As redes de relacionamento social na Web podem ser usadas para ampliar amizades saudáveis com a mesma facilidade com que podem ser usadas por predadores que tentam atrair e aprisionar os descuidados. Isso não é diferente do modo como as pessoas escolhem usar a televisão ou filmes ou até mesmo uma biblioteca. Satanás é sempre rápido em explorar o poder negativo das novas invenções, em estragar, degradar e neutralizar qualquer efeito para o bem. Certifique-se de que as escolhas que você faz ao usar a Nova Mídia sejam escolhas que ampliem a mente, aumentem as oportunidades e nutram a alma.”

Em 2007, a NBC Television fez uma entrevista com o Elder Ballard, e ele segue:

“Alguns dias mais tarde, a história apareceu e, no segmento de 4 minutos que foi ao ar, havia uma curta citação de mais ou menos 6 segundos, tirada da entrevista de uma hora. Foi apenas o tempo suficiente para que eu testificasse de nossa fé em Jesus Cristo como o centro de tudo em que acreditamos. Repito, foram usados apenas seis segundos de uma entrevista de 60 minutos. Aqueles seis segundos são bem típicos, na verdade, para a mídia tradicional da TV, que pensa e põe no ar segmentos muito curtos. A grande diferença de antigamente para hoje em dia é que o repórter também colocou 15 minutos da nossa entrevista no site da NBC Nightly News. E aqueles 15 minutos ainda estão lá. Aquilo que dizemos não mais aparece e some da tela num instante, mas continua como parte de um arquivo permanente e pode aparecer em outros sites que reúnam o conteúdo. As pessoas que usam os mecanismos de busca da Internet para localizar tópicos sobre a Igreja encontrarão aquela entrevista e muitas outras. “

Temos, hoje, várias ferramentas de comunicação, entre elas o Facebook, Twitter, Google+, WordPress, Youtube. Um estudo da Universidade de Illinois, publicado em 2002, intitulado “Sobrecarga de Informação: Ameaça ou Oportunidade” apontou que um jornal impresso de hoje, domingo, possui mais informações que uma pessoa comum do século 17 iria ler em toda sua vida.

Social Media Logotype Background - O Evangelho na Internet e Mídias Sociais

Imaginem a quantidade de informação disponível através da internet.

A informação está disponível 24 horas por dia, e pode ser veiculada imediatamente, relatando notícias em tempo real.

Temos muito conteúdo ótimo e valioso na internet. Podemos considera-la como nossa nova enciclopédia. Temos acesso rápido a informações que, séculos atrás, era impossível de encontrar durante uma vida inteira.

Podemos usar a internet como uma poderosa ferramenta para transmitir notícias, informações, mas também nosso testemunho e conhecimento das escrituras.

O Evangelho na Internet e Mídias Sociais

O Elder Ballard menciona:

“Gostaria de dar outros exemplos de como os membros da Igreja estão usando a Nova Mídia.

Um membro da Igreja que mora no Meio-Oeste dos Estados Unidos faz um esforço coordenado para compartilhar o evangelho todos os dias, pessoalmente. Depois, ele escreve em um blog sobre seus esforços diários em partilhar os ensinamentos do Livro de Mórmon e em dar cartões da amizade a todos os que encontra. Seu esforço de compartilhar o evangelho de modo tão diligente é admirável, e seu esforço extra em escrever sobre isso sem dúvida inspira muitos outros a fazerem o mesmo.

Outros registraram e colocaram seu testemunho sobre a Restauração, os ensinamentos do Livro de Mórmon, e outros assuntos do evangelho em populares sites de compartilhamento de vídeo. Você também pode contar a sua história a não-membros dessa maneira. Use histórias e palavras que eles compreendam. Fale honesta e sinceramente sobre a influência que o evangelho tem exercido em sua vida, sobre como ele o ajudou a vencer fraquezas ou dificuldades e ajudou a definir seus valores. A audiência dessas e de outras ferramentas da Nova Mídia pode muitas vezes ser pequena, mas o efeito cumulativo de milhares de histórias assim pode ser grande. O esforço combinado com certeza compensa os resultados, mesmo que apenas algumas pessoas sejam influenciadas por suas palavras de fé e amor a Deus e a Seu Filho, Jesus Cristo.

A Restauração do evangelho de Jesus Cristo sem dúvida teve uma forte influência em sua vida. Em parte, ela moldou quem você é e como será o seu futuro. Não tenha medo de partilhar a sua história com outras pessoas – suas experiências como seguidor do Senhor Jesus Cristo. Todos nós temos histórias interessantes que influenciaram nossa identidade. Compartilhar essas histórias é um modo de falar com outras pessoas que não gera intimidação. Contar essas histórias pode ajudar a desmistificar a Igreja. Você pode ajudar a vencer concepções errôneas por meio de sua própria esfera de influência, que deve incluir a Internet.

Apóstolo Paulo admoestou-nos a não nos “[envergonharmos] do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação” (Romanos 1:16). Que fiquemos todos firmes e falemos com fé ao compartilhar nossa mensagem com o mundo. Muitos de vocês são ex-missionários e podem manter uma conversa significativa no idioma que aprenderam na missão. O alcance de sua influência pode ser internacional.

Ao participar dessa conversa e usar as ferramentas da Nova Mídia, lembrem-se de quem são: santos dos últimos dias. Lembrem-se, como diz o provérbio: que “a resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” (Provérbios 15:1). E lembrem-se de que a discórdia é do diabo (ver 3 Néfi 11:29). Não é necessário argumentar ou contender com outras pessoas em relação a nossas crenças. Não é preciso colocar-nos na defensiva ou tornar-nos beligerantes. Nossa posição é sólida; a Igreja é verdadeira. Precisamos apenas ter uma conversa, como fariam amigos na mesma sala, sempre guiados pelos sussurros do Espírito e constantemente recordando-nos da Expiação do Senhor Jesus Cristo, que nos lembra de como são preciosos os filhos de nosso Pai nos céus.”

Há aqueles que criticam a internet, principalmente o Facebook, que está no auge aqui no Brasil, por ser perda de tempo e fonte de fofocas. Concordo que várias pessoas gastem seu tempo com a internet e mídias sociais com coisas banais.

No entanto, é possível “curtir” páginas sobre política, filosofia, sobre a Igreja, sobre autores de obras literárias e músicas eruditas, jornais e inúmeras outras que postam, diariamente, notícias e informações que podem enriquecer nossas vidas e abrir nossos olhos para o que está acontecendo com o mundo e para ajudar-nos a fortalecer nossas crenças.

O Evangelho na Internet e Mídias SociaisHá inúmeros vídeos no Youtube, de indivíduos que ensinam como criar, tocar instrumentos, consertar aparelhos eletrônicos, aprender um novo idioma, etc.

Um ponto importante que gostaria de frisar é que nossos hábitos na internet aparecem para nossos amigos e pessoas que nos acompanham. Por isso, devemos ter cuidado ao escolhermos o que “curtir”, assistir, ler e postar. Não é somente o que podemos fazer em favor da Igreja que conta, mas também devemos nos precaver de participar de grupos ou postagens que sejam negativas.

Como exemplo, cito um grupo do Facebook que fez comentários ofensivos contra a comunidade japonesa no Brasil e, como consequência, todos os integrantes desse grupo foram colocados na lista negra do consulado japonês no Brasil, e sumariamente impedem que qualquer um desses indivíduos consiga um visto para ir para o Japão.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem investido em tecnologia como ferramenta para difusão do evangelho, e também como auxílio de ensino. Todos os anos, há uma conferencia focada em tecnologia, na cidade da sede da Igreja, Salt Lake City. Tal conferencia é a LDSTech.

Termino prestando meu testemunho, como profissional de tecnologia, que minha vida pode avançar grandemente por me focar em usar a tecnologia para meu crescimento, tanto profissional, pessoal, quanto espiritual. Aprendi muita coisa sobre a história da Igreja, e do mundo, por pesquisar a internet.

Afirmo que a internet e mídias sociais são bençãos em nossas vidas, se soubermos usá-la com sabedoria.

Referencias

Elder M. Russel Ballard, Compartilhar o Evangelho Usando a Internet, 15 de Dezembro 2007, Adaptado de um discurso proferido na Universidade Brigham Young-Havaí , disponível em http://www.lds.org/liahona/2008/06/34/1?lang=por

Bernhard Jungwirth e Bertram C. Bruce,  Information Olverload: Threat or Opportunity, Fevereiro 2002, disponível em http://www.readingonline.org/electronic/JAAL/2-02_Column/

Richard Alleyne, Welcome to the information age – 174 newspapers a day, 11 de Fevereiro 2012, The Telegraph, disponível em http://www.telegraph.co.uk/science/science-news/8316534/Welcome-to-the-information-age-174-newspapers-a-day.html

Página de aplicativos SUD disponíveis (somente em inglês): https://www.lds.org/pages/mobileapps?lang=eng

Site de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias http://www.lds.org/?lang=por