Arquivo da tag: dicas

Como ter um relacionamento duradouro

Como ter um relacionamento duradouro

Como ter um relacionamento duradouro

Casais já vieram me perguntar o motivo para alguns relacionamentos darem certo e, embora não exista receita infalível para que relacionamentos durem, alguns vencem o teste do tempo e das dificuldades.

Esse assunto, Como ter um relacionamento duradouro, pode se tornar bem extenso mas, para torná-los mais dinâmico, irei mencionar somente alguns pontos que considero importantes para que casais possam desfrutar de sucesso e alegria:

  1. Casais são equipes

Muitas pessoas adentram relacionamentos com a expectativa de mostrar quem é o chefe. Competições frustrantes e intermináveis arruínam qualquer relacionamento.

Em contrapartida, quando ambos consideram seus companheiros como parceiros, membros da mesma equipe, uma completa o que falta no outro.

O conceito de “tampa da panela” não está muito distante da realidade. mais eficaz considerar seu parceiro (a) como aquele que complementa, não aquele que mostra o que você deveria saber e não sabe, deveria fazer mas não faz. Considere como aquele que possui qualidades que enobrecem o casal, quem tem capacidade em cumprir tarefas que você não está habilitado a fazer.

Mas atenção, a noção de que só existe uma pessoa certa para cada um é incorreta e pode causar mais problemas que trazer soluções. Amor à primeira vista normalmente é um sintoma de enfatuação e não de amor verdadeiro. Cuidado!

Num casal funcional, cada um entende e aceita seu papel no relacionamento. Não estou falando de machismo ou ditaduras, mas sim de uma simbiose equilibrada, onde cada um entende seu papel (acordado em casal, seja qual for) e trabalha em função disso. Cada um entende que tem características, talentos e conhecimentos diferentes do seu companheiro e ambos usam todas suas qualidades somadas em favor da felicidade coletiva.

Ambos aceitam as qualidades do seu companheiro e não ficam competido para mostrar que “pode mais”.

  1. Casais doam-se mutuamente

Lembro a história que me contaram há muitos anos, sobre um casal que era muito pobre. Ele tinha um violão de muito apreço e tocava maravilhosamente. Ela tinha cabelos loiros lindos e sedosos, uma beleza rara.

Num natal, estavam sem dinheiro para sequer comer, ele decidiu vender o violão para comprar um pente de marfim de presente a ela, para que pudesse continuar cuidando dos seus maravilhosos cabelos loiros.

Ela resolveu cortar e vender seu cabelo para conseguir comprar cordas novas para o violão que ele tocava tão maravilhosamente e os alegrava em seus momentos juntos.

Resultado, nenhum dos dois recebeu o que precisava. Ela ganhou um pente que não servia para nada, e ele ganhou cordas para um violão que não tinha mais. No entanto, ambos receberam provas de amor maiores do que qualquer presente!

Muitas pessoas, principalmente jovens, me perguntam como é possível ser feliz doando-se 100% para o outro (a). O segredo está na troca.

Quando as pessoas se doam 100%, a soma nunca é menor que 200%! Em outras palavras, quando o marido faz todo possível para que sua esposa seja feliz, e a esposa faz todo possível para que seu marido seja feliz, os dois sempre vão estar felizes. Será sempre uma troca justa.

  1. Casais aceitam a realidade

Não tente mudar o companheiro (a) e “consertar” seus defeitos. Claro, todos somos capazes de mudar e crescer, mas a pressão de forçar uma mudança num comportamento ou caráter é algo arriscado e, na maioria das vezes, uma aposta que não trará resultados.

Se já escolheu errado e os defeitos de seu parceiro (a) são intoleráveis, seja realista e aceite suas opções:

  • Divórcio – o que pode ser muito doloroso tanto para você quanto para seus filhos e seu companheiro.
  • Continuar lutando para se adaptar e ser feliz com a pessoa que escolheu

Não é o intuito deste artigo discutir essas opções. No entanto, pondere cuidadosamente a situação. Peça conselhos a pessoas treinadas, converse com seu companheiro. Faça terapias de casais e decida qual é o melhor caminho.

Caso não tenha escolhido errado, mas esteja pensando em escolher, leia o artigo Como escolher o parceiro ideal. possível que esse artigo ajude na hora de entender sua realidade antes de escolher viver com ela em um casamento ou relacionamento sério.

Aceite seu companheiro (a) do jeito que é e aprenda a ama-lo (a) ao seu máximo. Muitas vezes os defeitos que vemos nos outros são os que nós temos ou já tivemos no passado. Então seja consciente e paciente em aceitar as experiências de vida de quem ama mas que cresceu em outros ambientes, com valores diferentes, histórias de vida diferentes, crenças diferentes, professores diferentes, etc.

Quando aceitamos os outros como são, temos menos motivos para discussões e atritos. Claro, há coisas que devem ser discutidas e corrigidas, caso sejam severas ou críticas, como violência, grosserias, vícios, etc. Mas, quem muda deve mudar de dentro para fora, e nunca de fora para dentro.

  1. Casais exigem de si mesmos

Basicamente, os casais dão suporte e apoio um para o outro, incentivam e provêm um porto seguro, onde sentimentos podem ser expressados honestamente sem represálias ou críticas. Onde as fraquezas são motivos de compaixão e empatia, não de comentários depreciativos e brincadeiras humilhantes.

Indiferente disso, o esposo exige de si mesmo ser atencioso com sua esposa, ser observador, em trata-la com respeito, com paciência na hora de se vestir, com compreensão na hora da insegurança e principalmente em cumprir seu papel de companheiro físico e emocional.

Ele exige de si mesmo um romantismo cativante, boa vontade em aprender a dançar, cantar, tocar um instrumento, ou qualquer outro talento que traga variedade à vida do casal e família. Exige de si mesmo fazer as tarefas de casa quando a esposa estiver cansada, quando o neném acorda de madrugada, quando os filhos querem passear e assim por diante. Ele mantém sua saúde, é arrumado e organizado, mesmo sob tormentas da vida.

A esposa mantém-se atraente para seu marido, arrumada, saudável e agradável. Deseja crescer junto com ele, mesmo que isso exija sacrifício dela, em trabalhar para ajudar a manter o lar e aprender algo novo em curso ou faculdade. Ela é carinhosa e atenciosa com seu marido, mesmo quando o mundo parece estar caindo sobre seus ombros.

Ambos trocam palavras agradáveis e amáveis como “Obrigado”, “Por favor” e “Eu amo você”. Também exigem de si mesmos elogiar as qualidades de seu companheiro (a) e ignorar os defeitos e idiossincrasias que são irrelevantes à felicidade do casal.

E, quando os filhos vêm, ambos exigem de si mesmos serem melhores do que seus próprios pais, sempre questionando seus paradigmas e concentrando-se em amar seus filhos e sua família.

  1. Conhecem a si mesmos

Todo autoconhecimento é vantajoso em um relacionamento. Quando as pessoas não conhecem a si mesmas são capazes de agir por impulso e fazer coisas que trazem dor aos que amam e, muitas vezes, a si próprios.

Existem vários questionários disponíveis gratuitamente na internet que permitem que se auto descubram, que percebam suas qualidade e defeitos de maneira objetiva e direta. Dessa forma é mais fácil entender por que agem ou reagem de certas maneiras e se torna possível treinar-se para corrigir essas dificuldades.

Todos temos nossos “botões” e devemos sempre procurá-los para que sejamos capazes de controla-los ou mesmo destruí-los. Indiferente disso, conhecer a si mesmo facilita a vida do companheiro (a) pois assim não há necessidade de adivinhar ou “pisar em ovos”.

Testes como MBTI, Cores, Hartman Colors, e FiveLabs podem auxiliar no autoconhecimento.

Conclusão

Em conclusão, existem várias coisas que casais podem fazer para melhorar seus relacionamentos. Mas, em todos os casos, manter um relacionamento saudável é igual a qualquer outro hábito saudável: Deve ser feito sempre e com atenção.

Em outras palavras, relacionamentos não duram por causa de eventos impactantes, mas sim das sutilezas do dia-a-dia. No final, eventos, datas e situações são esquecidos com o tempo, mas os sentimentos semeados e nutridos por anos se transformam em um amor poderoso e com raízes indestrutíveis.

No filme “À prova de Fogo“, é mencionada a analogia do estudo conjugal: Quando estamos namorando, consideramos nosso conhecimento sobre nosso parceiro como o ensino médio.

Quando casamos, seguimos para a faculdade conjugal e aprendemos com nossos erros e acertos como é viver com alguém. Nessa época podemos transformar nossa afeição em amor, ou podemos matar a afeição e causar um divórcio.

Contudo, nossa meta deve ser chegarmos ao doutorado (PhD) conjugal, onde conhecemos nosso companheiro (a) tão bem que somos capazes de adivinhar seus pensamentos. Conhecemos seus maiores medos e maiores conquistas e somos capazes de tornar o relacionamento em um porto seguro, um pedacinho do céu.

 

Dicas essenciais de viagem aos EUA

Dicas essenciais de viagem aos EUA

Em Fevereiro de 2013, fui a um evento em Phoenix, onde traduzi para 2 parceiros brasileiros, que não falam inglês. Aproveitando a oportunidade, fui visitar amigos em Salt Lake City e Las Vegas. Dicas essenciais de viagem aos EUA discute algumas dicas para sucesso em suas viagens.

Durante minha viagem, tive vários problemas durante essa viagem – pneu furado e sem estepe, nevasca no aeroporto, reservas em hotéis.

Nessa viagem percebi que, mesmo para quem já morou nos EUA, é necessário algumas ferramentas essenciais, além do idioma:

Comunicação (Celular)

Comunicação (Aluguel de Carro)

Comunicação (Companhia aérea)

CELULAR

A primeira coisa que fiz, quando cheguei em Salt Lake City, foi ir à uma loja da T-Mobile, para comprar um chip de celular. Claro, existem outras operadoras, como Verizon WirelessAT&TCricket, etc. Mas, como já tenho experiência com a T-Mobile, fui e comprei um chip lá.

Aqui no Brasil estamos acostumados com taxas caras de celular, tanto pré quanto pós-pago. No entanto, comprei um micro chip (para smartphones) por 70 dólares. Esse chip vem com uso ilimitado de minutos, internet e torpedos (SMS). Preste atenção! 70 dólares por um plano 100% ilimitado em tudo. Não existe essa de ligação interurbano, fora de área (roaming) ou pagar pra verificar a caixa de mensagens. Tudo é incluso e ilimitado. DICA # 1

Quando estava voltando de Phoenix, na estrada para Las Vegas, bem após passar a cidade de Surprise, Arizona , que fica aproximadamente 1 hora de Phoenix, o pneu do carro estourou. Nos modelos novos de carro não há estepe, somente uma bomba compressora com um químico que tapa buracos de furos.

No entanto, não houve furo, mas sim estouro do pneu. Tive que ligar para a companhia de aluguel de carros para que viessem guinchar. Nessa, a viagem de volta para Las Vegas demorou 7 horas, ao invés de 4.

Se não fosse o celular, estaria preso no meio do nada e teria muito mais trabalho para conseguir socorro.

ALUGUEL DE CARRO

No Brasil, o aluguel de um carro simples (tipo um fiat) custa um absurdo. Então alugar carro nos EUA está fora de cogitação. ERRADO!

Alugando com a Dollar Rental Car (mais barata que conheço) um carro popular custa 19,99 por dia. É isso mesmo 20 dólares por dia! Agora, o mais interessante: carro popular lá, custando 19,99 por dia, é um Honda CivicFord FusionHyundai ElantraNissan Versa, etc. Carros aqui considerados de luxo, são carros populares lá.

A pegadinha é que, por ter habilitação internacional, é obrigatório pagar o seguro. A soma do aluguel + seguro fica em torno de 40 a 60 dólares /dia. Mas, mesmo assim, fica mais barato que alugar um carro, ou arriscar um í´nibus. DICA # 2

COMPANHIA AÉREA

Em Chicago, perdi o avião de conexão para o Brasil, por causa de uma forte nevasca que aconteceu. Perdi o avião por questão de 20 minutos! Felizmente, quando isso acontece, a companhia aérea é obrigada a fornecer um local para permanecer a noite.

Eles pagaram uma suíte no Crowne Plaza Chicago O’Hare. No dia seguinte, passei grande parte do dia no aeroporto, esperando novo voo de conexão. Mas pelo menos passei a noite num hotel agradável, ao invés de passar a noite no aeroporto. Fale com a companhia aérea e exija que paguem uma estadia num hotel (se a culpa não for sua, é claro)! DICA # 3

CONCLUSÃO

Quando for viajar para os EUA, peguenas dicas podem facilitar muito sua vida e tornar sua viagem mais agradável. Portanto, lembre-se das seguintes dicas:

# 1 Compre um chip de celular
# 2 Alugue um carro
# 4 Comunique problemas (perca a vergonha)

Texto tirado de //www.egsorocaba.com/dicas-essenciais-de-viagem-aos-eua/

5 dicas para formatar seu currículo e aumentar suas chances de entrevista

5 dicas para formatar seu currículo e aumentar suas chances de entrevista

revisado em 28/10/2016

Há alguns anos que venho amadurecendo um formato de currículo que se tornou eficaz em convidar o selecionador a ler até o final e fazer um convite para entrevista. No entanto, apesar de ser possível formatar um currículo de forma a maximizar o potencial de entrevistas, é impossível garantir 100% de sucesso, pois formato não é uma ciência, somente melhores práticas.

Alguns recrutadores podem não gostar de um determinado formato simplesmente por preferencia pessoal. Nesses casos, ajustar para atender a esse tipo de necessidade pode ser relevante. Por exemplo, para alguns tipos de vagas não se recomenda mais colocar idade, tampouco endereço no currículo.

No caso do endereço, é devido à expectativas de vagas remotas ou mesmo em situações onde o endereço seja em outra cidade, fazendo com que o recrutador rejeite o currículo somente por causa disso, e não por falta de qualificação.

No caso de idade, dependendo da vaga – para estagiários por exemplo – sua idade pode ser uma distração para o recrutador, que pode formar opinião que o candidato é muito velho ou muito novo para certa vaga.

Recrutadores, em geral, olham centenas de currículos por dia e, na maioria das vezes, gastam menos de 10 segundos para descartar um currículo. São nesses poucos segundos que você dará sua primeira impressão. Lembre-se de que:

  • Seu currículo é seu cartão de visita
  • Mostra sua organização no trabalho e na vida (se seu currículo for desleixado, será uma representação de você!)
  • Você está vendendo seu produto – VOCÊ!
  • Foque no importante, não minta, mas não remova crédito de sua experiência

Existem diversos formatos e modelos disponíveis no mercado, que podem trazer maior ou menor benefício, dependendo do mercado de trabalho e vaga almejada:

Todas as dicas de como formatar seu currículo são válidas e merecem atenção, pois seu currículo é sua ferramenta para alavancar sua carreira e, portanto, deve ter qualidade e eficácia.

Caso esteja buscando mudar de profissão ou mesmo decidir o caminho a seguir, existem alguns testes de personalidade que podem ajudar na hora de descobrir qual carreira perseguir:

Não use fotos no seu currículo, a não ser que seja exigencia da vaga – vagas de modelo, atendente aéreo, etc. Geralmente, currículos com fotos são descartados imediatamente, somente por causa das fotos, se não for relevante à vaga.

Em consequência a esse trabalho em recursos humanos, acabei por desenvolver um formato de sucesso que permite ajustes rápidos e maior eficácia em reter a atenção dos recrutadores:

Dica No. 1 – Esbanje nas palavras chave

Não encha seu currículo com jargão somente para entrar no resultado de buscas, mas use todas as palavras chave que são específicas de sua formação e experiência. Palavras chave são indicadores e pontos de assunto numa entrevista. Mencionar uma palavra chave em seu currículo, mas depois ter dificuldades em discutir sobre ela, durante uma entrevista, é suicídio profissional.

Dica No. 2 – Espaço suficiente entre linhas e parágrafos

Enquanto a norma é manter o currículo no menor número de páginas possíveis, o mais importante é permitir ao leitor que mantenha o interesse durante toda a leitura. Frases apertadas e muito próximas cansam qualquer leitor e, por mais que seu currículo seja exemplar, não vai ser eficaz se o leitor cansar logo nas primeiras linhas.Modelo de Formato de Currículo - 5 dicas para formatar seu currículo e aumentar suas chances de entrevista

Dica No. 3 – Resumo Profissional

Das centenas ou mesmo milhares de currículos que selecionadores olham talvez somente 1% serão lidos em seu inteiro teor. O resumo profissional é praticamente sua carta de apresentação, com uma visão geral de sua qualificação e experiência. Escolha as palavras com cuidado, use algumas palavras chave e, principalmente, seja criativo para atrair o leitor e deixa-lo interessado em ler o resto.

Dica No. 4 – Objetivo

Seja direto em seu objetivo. Embora o senso comum seja que o currículo é imutável, o Objetivo sempre muda. Mantenha seu objetivo focado na posição almejada, mesmo que seja uma vaga específica em uma empresa.

Por exemplo:

Se sua experiência profissional se baseia em vendas e uma vaga interessante exige experiência com remédios e a vaga tem o nome genérico “Vendedor”, insira em seu objetivo “Vendedor de produtos médicos, medicamentos e de saúde”.

Não minta em seu objetivo, mas seja específico quando enviar a um recrutador.

Dica No. 5 – Enviar seu currículo

Ao enviar seu currículo para uma vaga, procure ser o mais específico possível em sua comunicação. A maioria das vagas, hoje em dia, fornece um endereço de email com o nome do encarregado. Procure analisar o endereço de email para descobrir com quem se comunica. Isso irá aumentar suas chances de resposta. Seu email já é sua carta de apresentação.

Por exemplo: Se uma empresa de recrutamento posta uma vaga com os seguintes dizeres:

Vaga de Vendedor
Descrição: Vendas de partes de automóveis
Requisitos: Experiência com venda de peças, serviços e garantias
Conhecimentos: Telemarketing, atendimento ao consumidor
Salário: CLT í  combinar
Interessados enviar currículo com pretensão salaria para adriana.alves@rh.com.br

Note que o email tem o nome Adriana Alves e que a empresa que contrata é terceira, pois o email é RH (recursos humanos) e não empresa.com.br . Então em seu email, sugiro o seguinte texto:

Boa tarde Adriana, tudo bem?

Gostaria de participar do processo para a vaga de Vendedor Automotivo. Meu currículo segue em anexo.

Att,

João Silva

NUNCA, mas nunca mesmo envie e-mails com cartas de apresentação genéricas. Essas vão direto para a lixeira:

Caro Recrutador,

Tenho certeza que serei uma ótima adição para sua empresa, gostaria de marcar uma entrevista. Possuo referencias, sob pedido.

Att,

Sem emprego

Competindo com currículo de sucesso - 5 dicas para formatar seu currículo e aumentar suas chances de entrevistaNote que a vaga não é para a empresa que está gerenciando o processo, mas sim para uma terceira, então escrever que será uma ótima adição é mostrar que nem leu a descrição da vaga!

Em conclusão, há várias outras dicas que estão nos modelos de currículo em anexo. Mas, estas dicas acima são, em minha opinião, as mais eficazes na produção de um currículo de sucesso. Se atente para outras táticas e dicas. Veja também:

Modelos:

Qual sua pretensão salarial? Dicas de Entrevista de Emprego

Qual sua pretensão salarial? Dicas de Entrevista de Emprego

Não há vaga de emprego hoje em dia que não pergunte ao candidato sua pretensão salarial. E, consequentemente, nenhum candidato prossegue em qualquer processo sem responder a essa pergunta. O problema dela é: Como garantir uma vaga sem pedir menos do que valho, ou sem queimar a candidatura por ter pretendido mais do que o oferecido?

Esse é um habito socio cultural encontrado no Brasil que difere dos Estados Unidos. Aqui no Brasil é comum as empresas usarem tabelas de teto salarial sem considerar as habilidades extras pretendidas pela vaga. Ou seja, quando uma empresa procura um profissional experiente, exige conhecimentos adicionais que, muitas vezes, não fazem parte do portfolio profissional qualificado nas tabelas salarias.

Qual sua pretensão salarial? Dicas de Entrevista de Emprego
Crédito Image //www.collegegrad.com/imagesvr_ce/4246/job%20interview.jpg

Nos Estados Unidos, toda vaga tem seu piso, mas ao montar o salário oferecido, o teto é definido de acordo com as competências exigidas, e não no teto apontado em pesquisas de mercado. Dessa forma, sempre é possível haver negociação salarial que seja vantajosa tanto para a contratante, quanto ao futuro colaborador, pois o mesmo se sente valorizado e recompensado de acordo com sua real experiência e formação acadêmica.

Por exemplo: Recentemente encontrei uma postagem para uma vaga de Gerente WEB em uma multinacional. No entanto, essa vaga requeria experiência com Gestão de Recursos Humanos, que não é comum em profissionais de tecnologia.

Surpreendentemente, ao questionar sobre a vaga, fui informado que o salário é o mesmo de um Gerente de Web oferecido 3 anos atrás, com uma diferença crucial – agora o gerente de WEB também precisava ter experiência em Recursos Humanos.

Um fato interessante a mencionar é que o mercado de gerente de WEB oferece um valor, mas o diferencial de Recursos Humanos deveria aumentar o salário em, pelo menos, 30% por ser uma disciplina completamente fora de tecnologia.

Como foi que descobri o valor oferecido pela vaga, sem queimar minha “candidatura”? Minha resposta à pergunta sobre pretensão salarial foi:

Não tenho pretensão, sei o que o mercado oferece, mas meu curr­culo está muito acima da mediocridade profissional do qual as empresas reclamam tanto. Portanto, espero uma oferta condizente com minha formação e experiência.

Essa afirmação me permite, em 80% das submissões, descobrir qual o teto oferecido pela vaga, sem perder a chance de prosseguir no processo.

Qual sua pretensão salarial? Dicas de Entrevista de Emprego
Crédito Imagem //geg.wpengine.netdna-cdn.com/wp-content/uploads/2013/02/dream-job-image.jpg

Portanto, quando for perguntada qual sua pretensão salarial, não diga o quanto quer receber, pois provavelmente não será isso que a empresa estará disposta a pagar. Responda que sabe seu valor e prefere que a empresa faça uma oferta. Suas chances serão grandes de descobrir qual é o teto salarial da vaga, o que lhe permitirá escolher consciente antes de iniciar qualquer processo.